A Matriz Serigráfica ou Tela de Serigrafia

Na serigrafia as imagens a serem impressas são gravadas numa tela tecida com fios de poliéster, esticada e presa a um quadro de madeira. Na tela é gravada a imagem ou imagens a serem impressas. O conjunto composto pelo quadro (também chamado de “bastidor”) mais o tecido com a gravação da imagem é chamado de “matriz”.

matriz serigráfica

São vários os processos usados na gravação da matriz mas todos eles buscam um só objetivo: deixar livres para passagem de tinta os espaços correspondentes à figura que deverá ser impressa e vedar (para impedir a passagem de tinta) a área restante.

Com o auxílio de uma peça de madeira e borracha denominada “puxador”ou “rodo”, o impressor empurra a tinta de uma para a outra extremidade da matriz, pressionando a tinta e fazendo-a passar através do tecido pelas partes não vedadas. Coordenando seus movimentos, o impressor repete a operação quantas vezes forem necessárias, até completar a tiragem.

Diversos tipos de madeira prestam-se para a fabricação do quadro ou moldura mas os mais comuns são o pinho e o cedro. É essencial que a madeira seja resistente à umidade pois no processo serigráfico, a matriz, por diversas vezes entra em contato com água. Para minimizar esse problema, o quadro pode ser impermeabilizado com um verniz apropriado ou com uma laca de cor azul vendida no comércio especializado especificamente para essa finalidade.

O tamanho do quadro deve variar de acordo com o formato da figura a ser impressa, reservando-se sempre pelo menos dez centímetros de área livre nos quatro lados da figura. Por exemplo: se você vai imprimir uma figura de 20X20 cm, a área interna da moldura deverá ser de 30X40cm. Embora as casas especializadas em materiais para serigrafia tenham à venda essas molduras numa enorme variedade de tamanhos, qualquer carpinteiro pode fazê-las sob encomenda.

Um dos lados da madeira deve ser isento de quinas ou cantos vivos para minimizar o risco de ruptura do tecido. Sobre este lado o tecido deve ser esticado e também grapeado na madeira, colocando-se entre o tecido e os grampos um cadarço ou fita de algodão. Utiliza-se nesta operação um grampeador do tipo pistola ou na falta deste taxas e martelo. Para que o tecido não fique frouxo há um sistema que deve ser seguido rigorosamente pois é o único conhecido que apresenta bons resultados. Em algumas regiões utiliza-se um quadro de madeira no qual, em um dos lados, foi cavada uma canaleta em toda a sua extensão. Neste quadro o tecido não é grampeado e sim fixado com a ajuda de uma cordinha introduzida nas canaletas por cima do tecido.

O tecido de poliéster é vendido a metro nas lojas especializadas. Existem tecidos nacionais e estrangeiros, classificados de acordo com a abertura da trama ou seja, a quantidade de fios utilizada na teia por centímetro quadrado. Quanto mais fios contiver o tecido, mais fechada será a trama e vice-versa. A escolha do tipo de tecido depende do tipo de serviço a ser executado.Um impresso de alta qualidade com traços muito finos deve ser feito com um tecido importado de 120,150 ou 180 fios. Já um simples letreiro pode ser impresso com poliéster nacional de 77 fios.

Antes de ser aplicado à moldura, o tecido deve ser desengordurado (lavado) com água e sabão ou detergente neutro. Como se trata de um material plástico, a secagem é rápida.

Feita a montagem do tecido na moldura, para se completar a matriz, fica faltando apenas a gravação do motivo a ser impresso. A confecção da matriz, desde a feitura do quadro até a gravação, só é recomendável para quem dispõe de local e apetrechos apropriados ou para quem reside em cidades distantes onde não existam lojas especializadas ou laboratórios dedicados a este serviço. Para os demais torna-se mais econômico e mais prático encomendar a a matriz pronta, ja com a gravação. Quase todas as firmas especializadas em materiais para serigrafia prestam esse serviço, bastando indicar o tamanho desejado, o tipo de tecido, a tinta a ser usada e fornecer o diapositivo ou fotolito para a gravação.

A colocação do tecido de nylon ou poliéster no quadro é feita, na maioria das vezes, manualmente. Essa prática dá bons resultados permitindo ao serígrafo produzir uma enorme variedade de impressos de boa qualidade. Entretanto, logo que o serígrafo adquira maior domínio do processo e que reúna condições financeiras para tanto, aconselhamos a compra e utilização de um esticador mecânico ou pneumático e de um tensiômetro, os quais permitirão que o tecido seja colocado no quadro com um grau de tensão igual em toda a superfície da matriz.

A tensão por igual em toda a superfície da matriz é muito importante especialmente nas impressões a mais de uma cor e principalmente nos trabalhos em quadricromia. As boas oficinas especializadas em foto-incisão (gravação de matrizes) são equipadas com esses aparelhos. Além de igualar a tensão do tecido, os esticadores facilitam o trabalho, economizando tempo para o serígrafo. O tensiômetro é um pequeno aparelho que ao ser colocado em cima do tecido esticado, mede e indica o grau de tensão, informando ao serígrafo em quais pontos o tecido deve ser mais ou menos esticado.

tela de serigrafia

Além dos quadros de madeira, existem ainda os quadros de ferro e alumínio, que apresentam como vantagem a alta resistência e excepcional durabilidade. Esses quadros podem ser montados não só com tecidos de nylon e poliéster como também com telas metálicas. Como não podem ser grampeados, usa-se, para fixar o tecido nesses quadros, um adesivo especial. Os quadros de alumínio e ferro geralmente são usados em trabalhos de alta precisão.

Deixe seu Comentário

95% da passoas que leram esse artigo, também leu os artigos abaixo

paperbackstack_550x498Fique atualizado... Conheça o Livro a Tecnologia Serigráfica

Informação de qualidade sobre a arte da Serigrafia.

BAIXE AGORA... É GRÁTIS!

Simplesmente preencha o formulário com seu melhor e-mail

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é um apaixonado por desenho e por arte em geral, desde desenhos em papel, a desenhos em qualquer superfície, como camisetas, chaveiros, utensílios de plástico, metal ou qualquer outra superfície. Foi exatamente por causa por isso que também passou a se interessar por serigrafia.

Website: http://www.cursodeserigrafia.org

Comentários no Facebook