Livro Silk Screen é Fácil

Silk Screen é Fácil 2O livro “Silk Screen é Fácil”, de Waldo Guimarães, que foi lançado em 1988, vendeu mais de 30.000 exemplares através de livrarias e lojas especializadas em todo o Brasil. Uma edição em espanhol com tradução de Marcelino Servin, de Assunção, Paraguai, foi vendida nos Estados Unidos e nos países da América do Sul. Nos últimos dez anos o livro esteve esgotado mas agora foi relançado com novo design e novos capítulos. Em entrevista, o autor conta a história do livro e do novo lançamento.

Pergunta: Como surgiu a idéia do livro?
Waldo: Foi em 1988. Eu trabalhava no Palácio do Silk Screen e lá nós vendíamos um livro editado no Rio de Janeiro pelos próprios autores, o Wagner de Sabóia e a Celina Lemos. Nós comprávamos esse livro às centenas e o vendíamos muito. Mas um dia, ao que eu soube, os autores se desentenderam e pararam de imprimir o livro. Ficamos sem ter o que vender. Então tive a idéia de escrever o “Silk Screen é Fácil”.

Pergunta: E foi fácil escrevê-lo?
Waldo: O mais difícil foi vender o livro a outras lojas. Vários comerciantes, alguns no mercado até hoje e aos quais sou muito grato, o compraram de imediato e revenderam milhares de exemplares mas outros simplesmente se negaram a vender livros em suas lojas.

Pergunta: E como você explica essa atitude negativa?
Waldo: O meu livro, ou qualquer outro sobre o mesmo tema, ou ainda outras mídias como as revistas e jornais, o vídeo-cassete ou DVDs, têm uma função primordial que é muito benéfica a todos no ramo: eles ajudam a criar e aumentar o mercado global. Além disso servem também como fonte de respostas para muitas perguntas técnicas que são feitas nos balcões mas que nem sempre o comerciante ou o balconista pode responder. Entretanto, muitos comerciantes não entendem isso e acham que na loja só se deve vender tintas, quadros e rodos. O livro é também indispensável na formação dos estudantes de artes gráficas, artes plásticas, propaganda, arquitetura e engenharia industrial.

Pergunta: E qual foi a sua maior alegria por ter escrito o livro?
Waldo: O livro me rendeu algum prestígio não só no Brasil como também no exterior. Sei também que muitos serígrafos ativos hoje em dia usaram meu livro como ponto de partida. Mas a minha maior alegria foi quando recebi um telefonema do diretor da biblioteca da 3Mna sede da empresa em Minesotta, nos Estados Unidos. Ele queria adquirir 10 exemplares da edição em espanhol para acervo da biblioteca, que afinal foram fornecidos por um distribuidor que tínhamos lá.

Pergunta: Fale da nova versão
Waldo: Depois de 10 anos esgotado, o Lauro, da Screen & Cia, me propôs reeditar o livro. Então fiz uma revisão nos capítulos originais, acrescentei 6 novos capítulos sobre assuntos que não foram abordados ou o foram muito superficialmente na primeira versão e encomendamos  um novo projeto gráfico. O livro agora vem com novo formato, 110 páginas e novas ilustrações. Vamos lançá-lo oficialmente na próxima feira Serigrafia/Sign 2005 que acontecerá de 20 a 23de julho próximo. Estarei lá para promover o livro pessoalmente, no stand da Screen & Cia.

Deixe seu Comentário

95% da passoas que leram esse artigo, também leu os artigos abaixo

paperbackstack_550x498Fique atualizado... Conheça o Livro a Tecnologia Serigráfica

Informação de qualidade sobre a arte da Serigrafia.

BAIXE AGORA... É GRÁTIS!

Simplesmente preencha o formulário com seu melhor e-mail

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é um apaixonado por desenho e por arte em geral, desde desenhos em papel, a desenhos em qualquer superfície, como camisetas, chaveiros, utensílios de plástico, metal ou qualquer outra superfície. Foi exatamente por causa por isso que também passou a se interessar por serigrafia.

Website: http://www.cursodeserigrafia.org

Comentários no Facebook